Campo

Foto: Arquivo Seagro

A Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), em parceria com o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae) realizam o “I Workshop sobre “Sistemas de Biodigestão para Geração de Energia através da Utilização de Dejetos Bovino”. O evento ocorre nesta sexta-feira, 28, das 8h às 11h30m, no auditório do Sebrae Tocantins, em Palmas. O Workshop gratuito é direcionado a produtores, técnicos, acadêmicos de cursos do meio ambiente, agropecuário e mestrandos do curso de agroenergia. 

Na ocasião serão ministradas palestras voltadas para políticas públicas sobre tratamento de efluentes; biodigestor: transformando passivo ambiental em ativo financeiro; uso do biofertilizante na Integração Lavoura/Pecuária e, por último será apresentado caso de sucesso, ou seja, projetos que já estão funcionando no Tocantins.

(Foto: Arquivo Seagro)

Para o tecnólogo em Sistemas Elétricos da Seagro, Reginaldo Novais, além dos benefícios à natureza, os biodigestores produzem biogás e biofertilizante, o que permite a redução dos custos com energia e uma adubação orgânica nas propriedades rurais. “Sem contar que o sistema evita a contaminação do solo e água uma vez que estes dejetos deixariam de ser lançados diretamente, sem tratamento algum, nas nascentes dos rios e córregos”, argumentou.

Linha de crédito

Atualmente existe a linha de crédito Pronaf Eco, um programa do Governo Federal para financiar investimentos destinados à implantação de tecnologias de energia renovável, como biodigestor, principalmente, para agricultura familiar.

Inscrições

As inscrições podem ser realizadas no local do evento ou no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeTwpj3uCsfh2Y3c8NhXyv2zynXBjlLDgGLhXsS90uIZGWt_Q/viewform. Mais informações: Reginaldo Novais – 3218-2185

Participam também do evento representantes da Agricultura de Baixo Carbono (ABC-TO), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e as empresas Recolast Ambiental e Agrivita.