Polí­tica

Foto: Divulgação

Na reta final da campanha, o senador tucano Ataídes Oliveira (PSDB) tem redobrado os compromissos no interior do Estado, conquistado novos apoios políticos e reforçado os compromissos com seus eleitores. A agenda desta última segunda-feira 1º de outubro, à noite, foi em Miracema do Tocantins, onde o candidato à reeleição voltou a apelar para o voto consciente e afirmou que, mesmo diante de reiteradas ofertas de milhões de reais para abrir mão da luta contra a corrupção, nunca sujou as mãos.

A reunião de Miracema, com centenas de populares e inúmeras lideranças políticas, foi aberta pelo líder Manoel da Sucan. Ele disse se orgulhar de pedir votos para Ataídes, “um homem de caráter, que está fazendo muita diferença lá no Senado”. O líder Taler Rogério, por sua vez, destacou que “para buscar a mudança que o Brasil e o Tocantins necessitam, precisamos de homens honrados, como o senador Ataídes, que já está fazendo um belíssimo trabalho no Senado”. 

Coragem

Outro líder importante da região, Robertinho do Karatê, também foi enfático: “Peço votos para Ataídes porque ele é uma pessoa honrada, que representa a família e trabalha pelo bem do nosso Brasil e do nosso Tocantins.” O presidente do PSDB de Miracema, Aprijo Ribeiro, apontou Ataídes como “um político correto, que defende as mulheres, as comunidades, é ficha limpa e tem atuação firme no Senado.”

Quem também declarou apoio a Ataídes foi o deputado estadual Vilmar do Detran, candidato à reeleição. Ele disse que esse é o momento de excluir os mal intencionados da política e emendou: “Admiro muito o senador Ataídes pela coragem, pela determinação, pelo desempenho no Senado e pelo compromisso que tem com o Tocantins. O povo vai recompensá-lo nas urnas”.

Ao lado da esposa Viviane, Ataídes pediu um minuto de silêncio em memória do prefeito Moisés, morto um mês atrás. Em seguida, abriu o discurso lembrando que “o povo brasileiro está enojado da classe política, e com toda razão, mas não dá pra viver sem a política”. Por isso, acentuou, a necessidade do voto consciente, que tem o poder de afastar os maus políticos.

O candidato contou que nunca teve intenção de entrar na política até ser apresentado a João Ribeiro e se tornar seu suplente. “Quando cheguei ao Senado vi que tinha um bando de ladrão roubando o povo. Aí bateu em mim uma coisa chamada indignação”, afirmou. “Daí para frente”, continuou ele, “combati grandes corporações e poderosos no Senado. Recebi até ameaças de morte, me ofereceram milhões pra abrir mão da luta contra a corrupção. Mas nunca sujei minhas mãos, graças a Deus”.

Valores

A situação de pobreza em que vive boa parte da população do Tocantins, apesar das riquezas naturais do Estado, foi apontada por Ataídes como outro motivo determinante para querer continuar na política. “Eu quero dignidade para os tocantinenses. Eu sou um idealista, um sonhador”, argumentou.

O tucano voltou a defender o resgate dos valores da família, lamentando que “não existe mais respeito aos professores, aos pais, aos idosos, às autoridades”. Ele também lastimou que “a bandidagem” tenha tomado conta do Estado e  defendeu o uso de “mão de ferro”, se necessário, para  frear a violência.

Segundo Ataídes, essa crise ética é reflexo da crise política. “É com o voto popular que vamos consertar tudo isso. Pesquisem a vida de cada candidato antes de definir seu voto. Coisa suja a gente joga no lixo. Político ficha suja tem que ser jogado fora da política, nas urnas”, ponderou.

O candidato à reeleição fechou seu discurso lembrando que já trouxe mais de R$ 300 milhões em benefícios para o Tocantins, inclusive quase 5 mil casas populares. Só para Miracema foram cerca de R$ 5,5 milhões em asfalto, casas populares e cartões-reforma. “Quero fazer muito mais. E podem estar certos de que jamais irei decepcionar nenhum de vocês”, concluiu.

Por: Redação

Tags: Ataídes Oliveira, Eleições 2018, Senado