Polí­cia

Foto: Divulgação

A Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) confirmou a morte de um detento do presídio Barra da Grota, em Araguaína. Dário Ferreira da Luz, conhecido como Bom Malandro, tinha 23 snos e foi assassinado dentro da cadeia neste sábado, 6, a golpes de chuncho (arma artesanal).

Dário chegou a ser atendido inicialmente na enfermaria do presídio e depois levado para o Hospital Regional de Araguaína mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O preso foi morto por colegas de cela que o golpearam gravemente durante uma briga na tarde de sábado.

Segundo a Seciju, Dário era natural de Balsas, no Maranhão, mas morava em Araguaína há alguns anos e era reincidente no sistema prisional. Sua primeira prisão foi em 2014. Posteriormente Dário foi preso novamente já em 2018. A secretaria não informou o crime que o levou ao sistema prisional.

A Superintendência do Sispen informou ainda que dois presos responsáveis pela morte do colega de cela foram identificados e prestaram depoimento na Delegacia de Polícia.

Fuga

Na última terça-feira, 2, o presídio Barra da Grota foi destaque no noticiário nacional em razão de uma fuga em massa na qual 28 detentos conseguiram escapar pela porta da frente da cadeia levando uma professora e o chefe de plantão como reféns.

Nove presos foram mortos em confronto com a polícia, sete foram recapturados e 12 presos ainda estão foragidos.

Os reféns Elisângela Mendes e Roberto Aires foram liberados pelos presos na última quarta-feira, 3, depois de mais de 24 horas em poder dos fugitivos.

Por: Adenauer Cunha

Tags: Barra da Grota, Dário Ferreira da Luz, fuga, morte