Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Lucas Nascimento

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), desembargador Marco Antiny Villas Boas, se reuniu, na tarde desta última quinta-feira (25/10), com os integrantes do Comitê de Segurança Institucional para alinhar estratégias e ações conjuntas para garantir a ordem e o direito ao voto dos tocantinenses neste 2º turno das Eleições Gerais, que acontece neste domingo, 28/10, das 8 às 17 horas, horário de Brasília/DF.

Villas Boas iniciou a reunião agradecendo o trabalho realizado pelos integrantes das forças de segurança e equipes durante o 1º turno das Eleições Gerais, destacando a importância dos cidadãos retornarem às urnas mais uma vez. “Espero que seja uma eleição muito tranquila e que o eleitor vá com segurança às urnas. Reflitam bastante sobre o seu exercício do voto, escolha o melhor candidato para o Brasil. O eleitor pode ir às urnas com total confiança, pois todas as dúvidas que surgiram em todo o Brasil, em relação ao funcionamento da urna, foram devidamente esclarecidas pela Justiça Eleitoral. Tivemos processos de auditoria e perícia muito rigorosos, demonstrados para toda a Nação Brasileira e para a comunidade internacional”, avaliou.

Segurança sistema eletrônico de votação

Sobre a segurança do processo eleitoral para o 2º turno das Eleições no Brasil, Villas Boas destacou que inspetores da Organização dos Estados Americanos estão presentes no Brasil para acompanhar todo o processo democrático. “Eles já viram que nosso sistema é bastante respeitoso e seguro e a urna eleitoral é indevassável. O equipamento não é conectada à internet, ele é isolado, com muitas barreiras de segurança física e digitais. Com relação ao processo de totalização, antes de se encaminhar os dados à Justiça Eleitoral, por um sistema de rede próprio da Justiça Eleitoral, são publicados boletins de urna, em cada seção, de modo que os eleitores têm conhecimento antecipado do resultado, antes mesmo dele ingressar no sistema da Justiça Eleitoral e, se os partidos, evidentemente, forem bem organizados terão o resultado antes mesmo da própria Justiça Eleitoral”, esclareceu.

Exército

O comandante do 22º Batalhão de Infantaria do Exército, Coronel Athos Roberto Souza, disse que o planejamento para o 2º turno para a atuação da corporação já está pronto, e os locais de votação já passaram por reconhecimento. "Já está tudo pronto para apoiarmos a Justiça Eleitoral nestas Eleições”, disse.

PF

O delegado da Polícia Federal, Joaquim Nivaldo, fez uma avaliação dos trabalhos realizados no 1º turno das Eleições 2018 e disse que a corporação está totalmente aparelhada para atender às possíveis ocorrências do 2º turno. “A Polícia Federal está de prontidão e esperamos que os trabalhos transcorram de maneira tranquila. Estamos prontos a atuar no combate aos crimes eleitorais e cumprir as requisições da Justiça Eleitoral”, informou. 
Presença

A reunião do Comitê de Segurança Institucional contou com a presença da vice-presidente do TRE-TO e corregedora Eleitoral, Desembargadora Ângela Prudente; Procurador Regional Eleitoral, Álvaro Lotufo Manzano; Presidente do Comitê de Segurança Institucional, Juiz Rubem Ribeiro de Carvalho; o Chefe de Estado Maior da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada, Coronel Brevilieri; o Comandante do 22º Batalhão de Infantaria, Coronel Athos Roberto Souza; Comandante Geral da PM, Coronel Jaizon Veras; Representante da Polícia Federal, delegado Joaquim Nivaldo; Representante da Polícia Rodoviária Federal, Antônio Versiani; Secretário Estadual de Segurança Pública, Fernando Ubaldo; Superintendente do Sistema Penitenciário, Orleanes de Sousa Alves; Representante do Corpo de Bombeiros Militar, Major Cleber Sobrinho; o diretor-geral do TRE-TO, José Machado dos Santos; o Secretário de Administração e Orçamento, Teodomiro Fernandes Amorim e o Secretário do Comitê de Segurança Institucional, Marcos Leôncio.