Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Meio Jurídico

Foto: Divulgação

O candidato da chapa OAB Independente à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, Gedeon Pitaluga, afirma que, entre os compromissos mais fortes e prioritários de sua gestão será a defesa intransigente das prerrogativas dos advogados no Estado. “Defender o respeito às prerrogativas dos advogados é meu compromisso número um. Só se constrói uma OAB forte se os advogados forem valorizados e respeitados em suas prerrogativas”, afirma Gedeon. Por isso, o fortalecimento do trabalho da Procuradoria das Prerrogativas é um compromisso de Gedeon e de toda chapa OAB Independente. 

A proposta é ampliar o trabalho da Procuradoria de Prerrogativas no interior do Estado e fortalecer o trabalho na Capital. “Hoje, advogados do interior estão desassistidos pela OAB na defesa de suas prerrogativas. Vamos interiorizar a profissionalização de defesa de prerrogativas, contratando advogados no Bico do Papagaio, em Araguaína, na região Médio Norte, na região Central, ampliando o atendimento em Palmas, na região Médio Sul, em Gurupi e também na região Sudeste do Estado”, acrescentou.

Gedeon diz ainda que toda violação de prerrogativa será combatida com rigor. “Vamos representar todo membro do Ministério Público, no Conselho Nacional do Ministério Público, e todo magistrado, no Conselho Nacional da Justiça, que violarem as prerrogativas da advocacia a partir de janeiro de 2019. Não se pode tolerar mais que advogados no Tocantins tenham suas prerrogativas desrespeitadas sem que nada seja feito pela OAB. Façamos do dia 28 uma mudança de paradigma. Vamos mudar o rumo da história da advocacia do Tocantins”, garantiu Gedeon. 

Seleção pública

Ainda sobre a Procuradoria de Prerrogativas, a chapa OAB Independente propõe fazer seleção pública para o preenchimento dos cargos de procurador de prerrogativas. Assim, toda violação de prerrogativas no Tocantins será tratada com rapidez o e energia, evitando que o advogado fique desamparado no exercício da profissão.