Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Ao contrário do que era esperado, os deputados estaduais não concluíram na manhã desta quarta-feira, 6, a definição dos titulares das comissões permanentes da Assembleia Legislativa (AL) que ficaram em aberto.

Das 10 comissões permanentes, 6 continuam sem titulares: Defesa dos Direitos da Mulher; Segurança Pública; Cidadania e Direitos Humanos;  Desenvolvimento Rural, Cooperativismo, Ciência, Tecnologia e Economia; Minas e Energia; e Saúde, Meio Ambiente e Turismo.

Apenas 4 comissões foram definidas ainda nesta terça-feira, 5, durante a primeira sessão ordinária do ano na AL. São elas.

Constituição e Justiça

Presidente: Ricardo Ayres (PSB)

Vice: Jair Farias (MDB)

Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle

Presidente: Nilton Franco (MDB)

Vice: Isaam Saado (PV)

Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público

Presidente: Elenil da Penha (MDB)

Vice: Júnior Geo (PROS)

Educação, Cultura e Desporto

Presidente: Júnior Geo (PROS)

Vice: Leo Barbosa (SD)

Blocos

Também já foram definidos os blocos partidários, que são a união de dois ou mais partidos com afinidades.

O maior bloco em número de parlamentares é o formado por DEM e MDB. Com liderança de Eduardo Siqueira Campos (DEM), o bloco tem ainda os deputados Elenil da Penha, Jorge Frederico, Jair Farias, Valdemar Júnior e Nilton Franco, todos do MDB.

Veja como ficou a composição dos demais blocos. Os parlamentares marcados em negrito correspondem à liderança do bloco.

PSB/PPS/PR/PHS/PROS/PPL

Ivory de Lira (PPL), Eduardo do Dertins (PPS), Fabion Gomes (PR), Antônio Andrade (PHS), Ricardo Ayres (PSB) e Professor Junior Geo (PROS).

PSDB/PTC/PP

Olyntho Neto (PSDB), Cleiton Cardoso (PTC), Luana Ribeiro (PSDB) e Valderez Castelo Branco (PP).

PSL/SD

Vilmar de Oliveira (SD), Vanda Monteiro (PSL), Leo Barbosa (SD) e Amélio Cayres (SD).

PV e PT

Cláudia Lelis (PV), Issam Saad (PV), Amália Santana (PT) e Zé Roberto (PT).