Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Lajeado, Tércio Dias Melquiades Neto (PSD), desistiu da candidatura à eleição suplementar de Lajeado. Com isso, a disputa ficará somente entre os candidatos Antônio Bandeira Júnior (PSB), da coligação Fé, Família e Trabalho, e Antônio Alves de Oliveira (Toninho da Brilho (PSL)), da coligação Lajeado para Todos.

Ainda assim, a eleição suplementar corre o risco de ter chapa única caso o Tribunal Regional Eleitoral julgue procedente o pedido de impugnação apresentado por Bandeira Júnior contra a coligação do adversário Toninho da Brilho, por inexistência de constituição de órgão partidário do PSDB em Lajeado - partido do candidato a vice na coligação - até a data das convenções e também por Toninho da Brilho ter declarado no pedido de registro de candidatura estar filiado ao PSL, quando na verdade encontra-se filiado no Patriotas.

A eleição suplementar de Lajeado está marcada para o dia 1º de dezembro e foi marcada após o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE) cassar os mandatos de Tércio Melquiades e Gilberto Borges. 

A denúncia, apresentada pelo candidato derrotado em 2016, Bandeira Júnior, dava conta de que a chapa de Melquiades teria sido beneficiada por uma ação irregular da ex-prefeita, Márcia da Costa Reis Carvalho, que iniciou um loteamento com o único objetivo de distribuir a eleitores de forma indiscriminada, sem critérios sociais e desprovido de qualquer legislação específica autorizadora, com a única finalidade de beneficiar eleitoralmente o prefeito Tércio Melquiades.