Polí­cia

Foto: Divulgação Motocicletas utilizadas para a ação de roubo Motocicletas utilizadas para a ação de roubo
  • Objetos apreendidos durante o processo de investigação

Um homem com uma arma de fogo abordou o dono de uma loja de veículos no centro de Palmas/TO na manhã dessa quinta-feira, 9, subtraindo um cordão, uma pulseira de ouro e um relógio avaliados em R$ 80 mil reais.

Imediatamente a equipe da Agência Local de Inteligência (ALI) do 1º Batalhão da PM, iniciou os levantamentos de campo, conseguindo identificar o suspeito do crime que estava em deslocamento para a cidade de Araguaína/TO. Em ato contínuo, a equipe da ALI se deslocou em busca do criminoso, e já próximo ao município de destino, o mesmo foi abordado dentro do veículo onde se encontrava. 

O suspeito do crime já responde por homicídio e roubo, e estava com o relógio do assalto no braço. Ao confessar o crime, o homem relatou aos policiais militares que havia sido contratado por um agenciador de Palmas para cometer o crime, onde iria ganhar R$ 8 mil reais. Durante a entrevista, o suspeito relatou ainda que seu comparsa tinha uma distribuidora de bebidas em Palmas. 

Em poder das informações do suspeito, os policiais militares retornaram à Palmas, e abordaram o homem que seria o comparsa, que tentou evadir do local sem êxito. Na revista foram localizadas duas identidades falsas, e contra o mesmo havia um mandado de prisão da Vara Criminal de Santa Inês, Estado do Maranhão, pelo crime de roubo.

Durante a investigação, o comparsa assumiu o agenciamento do roubo, bem como sua participação e de sua esposa. Em seu estabelecimento comercial foi localizado celulares, relógio, duas balanças de precisão, um revólver calibre 38 municiado, duas motocicletas utilizadas no roubo, e uma guia de pagamento de uma empresa de ônibus, onde o criminoso havia postado a encomenda com destino a Imperatriz do Maranhão.

Ao se informarem sobre a rota do ônibus, na qual a encomenda foi postada, os policiais militares fizeram contato com o 8° Batalhão da PM em Paraíso, que abordaram o veículo e localizaram o restante dos objetos roubados (cordão de ouro, pulseira e pingente).

Os criminosos foram conduzidos para Central de Flagrante e apresentados à autoridade competente para os procedimentos necessários.