Saúde

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Vigilância Sanitária (Visa) da Prefeitura de Palmas realizou inspeções em estabelecimentos públicos e comerciais de quadras da Capital com alto Índice de Infestação Predial (IIP) do Aedes aegypti ao longo desta semana, em continuidade às ações contra o mosquito. Dez pontos foram visitados pelos agentes. 

Segundo a inspetora da Visa, Silvana Teixeira, o objetivo das visitas é identificar possíveis criadouros de mosquito e proceder com a notificação para mudança de conduta e eliminação do ponto de focos. “Realizamos as vistorias nos estabelecimentos para eliminar qualquer possibilidade de ambientes propícios ao Aedes e, dessa forma, controlar a dengue no nosso município”, disse. 

A Capital está com o IIP em 3,8, sendo que o ideal é 1,0. A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) iniciou nesta quinta-feira, 20, a borrifação de inseticida de ultra baixo volume (UBV), conhecido popularmente como fumacê. A ação executada pela Unidade de Vigilância em Saúde (UVCZ) Semus de Palmas contemplará 40 quadras e bairros da Capital nos horários das 6 e 18 horas, até fevereiro. 

Os agentes de Controle de Endemias (ACE) da UVCZ também cumprem um cronograma de visitas às residências da Capital com o objetivo de detectar, remover e tratar criadouros do mosquito. 

Denúncias

A Semus coloca à disposição da população uma linha telefônica para atender denúncias referentes a imóveis fechados, abandonados, para aluguel, venda e terrenos baldios que possam ter criadouros do mosquito da dengue. É importante que o cidadão quando fizer a denúncia tenha o endereço completo do local para facilitar a localização.

Criadouros

O Aedes aegypti tem como criadouros os mais variados recipientes que possam acumular água parada, domiciliares e peridomiciliares. Os mais comuns são pneus sem uso, latas, garrafas, pratos dos vasos de plantas, caixas d’água descobertas, calhas, piscinas e vasos sanitários em desuso. A fêmea do mosquito pode, também, depositar seus ovos nas paredes internas de bebedouros de animais e em ralos desativados, lajes e em plantas como as bromélias.

Cuidados

- Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

- Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- Mantenha lixeiras tampadas;

- Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedada, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

- Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.

- Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

- Mantenha ralos fechados e desentupidos;

- Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;

- Retire a água acumulada em lajes;

- Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;

- Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito. (Secom Palmas)