Estado

Foto: Luiz de Castro

Foto: Luiz de Castro

A 2ª Audiência Pública para alinhamento das estratégias que visam fortalecer o combate a crimes na zona rural, principalmente na região Central do Tocantins, ocorreu nessa terça-feira, 25, na Secretaria de Segurança Pública do Tocantins (SSP-TO). A reunião contou com a presença de agropecuaristas de Porto Nacional, Paraíso do Tocantins e Lajeado e representantes das forças de segurança do Estado.

Na ocasião, o secretário de Segurança Pública, Wlademir Costa, reforçou o empenho das forças policiais para diminuir este tipo de ocorrência e aprovou a forma como a demanda vem sendo conduzida pelos agropecuaristas e lideranças políticas. “Neste primeiro momento, vamos disponibilizar a Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) para a investigação dos crimes no campo, até que seja regulamentada e implantada uma delegacia especializada para os delitos rurais. Também vamos intensificar o sobrevoo da região com aeronave, coibindo e inibindo os criminosos, com a presença de um importante equipamento de segurança”, disse.

Presente à reunião, o prefeito de Paraíso, Celso Morais, defendeu o diálogo como o melhor caminho para alcançar os objetivos. “Vemos a importância da união de forças entre a PM, Civil, gestão municipal, estadual em prol dos agropecuaristas, em prol do homem do campo, que é o principal agente que coloca o alimento em nossas mesas”, lembrou o chefe do Poder Executivo municipal.

O agropecuarista Rolmey Arantes, um dos mediadores em prol da causa, considerou positivas as ações apresentadas. “Hoje demos um segundo passo muito importante, com ações concretas e já previstas para a próxima semana. Aproveitamos a oportunidade para convocamos o apoio dos governos municipais para que se juntem a nós”, ressaltou.

Policiamento ostensivo e presenças

Chefe do Estado Maior, o coronel da PM Marizon Mendes, afirmou que as ações serão intensificadas. “Como medida imediata, vamos executar operações de policiamento ostensivo, começando pelo município de Porto Nacional. Pretendemos, nessa região, também fazer um levantamento e cadastramento das propriedades rurais, criando uma rede de comunicação em combate à criminalidade no campo. Também já iniciamos o planejamento para apresentar à SSP-TO e, juntos, de forma imediata, vamos efetivar ações de segurança aos agropecuaristas. Paralelo a isso, vamos dar andamento a um programa de apoio ao homem do campo em todo o Estado”, informou.

A 2ª Audiência Pública também contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Jaime Café; do delegado-geral da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), Claudemir Luiz Ferreira, além de diversos representantes de associações agropecuárias, federações e sindicatos rurais.