Polí­cia

Foto: Divulgação

Policiais militares do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), em Formoso do Araguaia, detiveram nesta quarta-feira, 26, quatro pessoas acusadas de crime ambiental e aprenderam diversos materiais de pesca predatória.

Em atendimento a uma denúncia anônima, os militares fizeram fiscalização às margens do Lago Calumbi, zona rural do município. Ao perceberem a presença da PM os acusados fugiram do local onde os militares encontraram duas canoas de madeiras. Uma delas continha cinco Pirarucus (arapaima gigas), um dos maiores peixes de água doce do Brasil, dois de 1,7 metros e três de 1,5 metros. Também foram apreendidas quatro motocicletas e 300 metros de redes, que eram utilizadas para a pesca predatória.

Posteriormente os autores foram localizados e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Formoso do Araguaia, onde foi lavrado o Termo de Apreensão do material encontrado. O procedimento foi realizado de acordo com a Portaria 24/05 do Ministério do Meio Ambiente que proíbe a pesca de Pirarucu nas bacias hidrográficas Araguaia/Tocantins, seus formadores e afluentes no período de 1º de outubro de 2016 a 31 de março de 2017. 

Os peixes foram doados para a Fundação Cultural Esportiva Educacional e Ambiental de Formoso Araguaia (FUNCEF).