Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), disse que está preparado para assumir novamente o comando do Palácio Araguaia, depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou recurso do governador cassado Marcelo Miranda (MDB). Em nota enviada à imprensa o parlamentar disse que recebeu a notícia da decisão do TSE de manter a cassação do governador com “naturalidade” e afirmou que "está preparado para cumprir seu dever constitucional", de assumir interinamente o Governo do Tocantins, a partir da notificação da Justiça Eleitoral.

Carlesse não havia nem mesmo reassumido a presidência da Assembleia Legislativa desde que Marcelo Miranda conseguiu retornar ao cargo graças à liminar do ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quarta-feira ele preside a sessão matutina da Casa de Leis enquanto aguarda a notificação do TRE para assumir, interinamente, a chefia do Executivo estadual.

Marcelo Miranda, por sua vez, não muda a tônica do discurso e se diz tranquilo. Também em nota encaminhada por sua assessoria, Miranda diz que recebeu a decisão do TSE “com o sentimento de serenidade” e agradeceu as mensagens de otimismo e orações recebidas.

O Conexão Tocantins tentou contato com Thiago Bovério, advogado de Marcelo Miranda, mas as ligações foram encaminhadas para a caixa de mensagens. Em entrevista anterior, Bovério havia afirmado que ingressará com um recurso extraordinário no próprio TSE e medida cautelar no STF pedindo que Marcelo continue no cargo até o julgamento do recurso extraordinário.