Polí­cia

Foto: Rondinelli Ribeiro

O Tribunal do Júri da Comarca de Taguatinga condenou, na última terça-feira (22/05), Weidson S. S. a 11 anos de prisão por matar e esconder o corpo de Darlan Lima Torres. O julgamento foi presidido pelo juiz da Vara Criminal e Execução Penal, Iluípitrando Soares Neto.

Conforme consta nos autos, no dia 7 de novembro do ano passado, Widson convidou Darlan para ir até a sua casa e, chegando no local, a vítima foi surpreendida com o ataque do réu. Utilizando um pedaço de madeira, Widson desferiu golpes na cabeça de Darlan, o que provocou a morte. Após o crime, o réu arrastou o corpo da vítima para o quintal e enterrou.

Pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, previstos no artigo 121, § 2°, incisos III e 211 do Código Penal, o réu terá de cumprir 11 anos e 11 meses de prisão, em regime inicial fechado, além do pagamento de 10 dias-multa (1/3 do salário mínimo).

Confira aqui a sentença.