Polí­tica

Foto: Divulgação

O candidato a deputado estadual pelo partido Patriota (51), Sargento Aragão, tem entre suas metas, caso seja eleito para uma das 24 vagas na Assembleia Legislativa (AL/TO), engajar-se em projetos que estimulem a geração de emprego e renda no Tocantins. O candidato afirma que acredita nas potencialidades e no desenvolvimento do Estado e defende a instalação de indústria têxtil e concessão de incentivos fiscais.

Segundo o candidato, o cenário atual tocantinense não é dos melhores. “Em relação ao cenário de emprego e renda no nosso Estado, ele é caótico e com muita dificuldade. Se a gente começar pela nossa capital, não temos uma indústria que venha justamente fomentar essa economia”, critica.

Na visão de Aragão, a implantação de uma indústria têxtil estimulará substancialmente a geração de emprego. Segundo ele, o Estado tem estrutura para criar fábricas de indústrias que, por sua vez, serão parceiras da população tocantinense.

Aragão também pretende propor a criação de micro e pequenas empresas juntamente com um banco de crédito para que as pessoas possam ali fazer o seu empréstimo e poder trabalhar dentro da sua especialidade. “Acho que temos que fazer essa movimentação, criar, de verdade, e não cobrar propina de quem vem se instalar tanto na nossa capital, como no nosso Estado”, defende.

O candidato pontua a falta de táticas por parte dos governos tocantinenses num Estado que, segundo ele, tem uma das melhores logísticas do País. “Se o gestor disser que todo uniforme que o Estado for comprar, vai comprar da primeira indústria que se instalar no Tocantins, isso é algo que você já tem a quem vender. Não começa do zero, pois já começa vendendo. Empresário não vem para perder dinheiro”, ressalta. Para investir, reforça Sargento Aragão, o empresário precisa de incentivo e condições favoráveis. “Ele vem para fazer investimento e, evidentemente, ter lucro. E o que é que nós políticos temos que fazer? Dar oportunidade de verdade e incentivo fiscal”, afirma.

Contribuição do Parlamento 

De acordo com o candidato, o parlamento tem o poder e obrigação de contribuir substancialmente com o Executivo, votando matérias que trarão geração de emprego e renda para toda a população. “E não vou ficar inerte, olhando o tempo passar. Quem me conhece e viu na Assembleia, sou um dos deputados que mais apresentou projetos, projetos importantes como a criação do Corpo de Bombeiros que até 2005 não existia no nosso Estado”, frisa. 

Mais sobre Aragão

O candidato a deputado estadual, Sargento Aragão, é militar da reserva e tem formação superior completa em Direito. Foi deputado estadual em três oportunidades. Em 2005, atuou junto aos demais parlamentares da Casa para a criação do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins. Conseguiu, no mesmo ano, aprovação da aposentadoria do policial feminino aos 25 anos de efetivo serviço. Conseguiu também, ainda em 2005, aprovação pela AL de projeto que criou a Comissão de Segurança Pública Permanente da Casa Legislativa. Em 2010 conseguiu aprovação de Emenda exigindo nível superior para atuar na Polícia e Corpo de Bombeiro Militar do Estado. Em 2014 conseguiu aprovação, por unanimidade, de projeto que criou a Polícia Legislativa. É autor de projeto que aprovou a regulamentação da aposentadoria por pensão aos servidores públicos Militares e Civis do Tocantins, entre outros. 

Vice-prefeito eleito em 2012, não tomou posse porque não concordou com as mudanças propostas pelo prefeito Carlos Amastha depois de eleito. Em 2014 foi candidato ao Senado da República, sendo o candidato a senador mais votado da história de Palmas, com voto majoritário. Em 2016, foi candidato a prefeito de Palmas e agora, em 2018, é candidato a deputado estadual com o número 51200. 

Por: Redação

Tags: Eleições 2018, Sargento Aragão