Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Campo

Foto: Divulgação

Com o tema “Articulação em rede: desafios da agroecologia”, o V Seminário Estadual de Agroecológia acontecerá em 22 de novembro, no auditório da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Palmas, das 8h às 18h. O Evento é uma realização do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), em parceria com a Prefeitura Municipal de Palmas, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuário (Embrapa), Comissão da Produção Orgânica (CPOrg), Unitas Agroecológica, Ceulp/Ulbra, Secretaria Estadual da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário e do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

De acordo com Amanda Oliveira, gerente de agroecologia e orgânicos, no Ruraltins, a programação está bastante interessante e pretende reunir cerca de 200 pessoas. Visando garantir uma ampla participação de técnicos, estudantes, professores, agricultores e demais interessados, as inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfx0AyeryOJYzlKmAMlbr_jW11eNW7bJgIyy3OeKHtzFxHXIg/viewform.

“A ideia é divulgar e incentivar cada vez mais a produção agroecológica em nosso Estado. Atualmente contamos com mais de 30 agricultores que produzem de forma agroecológica, e a nossa intenção é que esse número cresça em 30% em 2019. Entre os produtos que já podem ser encontrados no mercado do Tocantins estão: hortaliças, frutas, legumes, doces, geleias, pães, bolos entre outros”, comentou a gerente.

Ainda de acordo com Amanda Oliveira, existem vagas para apresentação de experiências de resultados, mas para isso, as inscrições devem ser feitas com antecedência no link de cadastro de experiências que segue na página de inscrição do participante. E que o Tocantins, conta com a Comissão da Produção Orgânica (CPOrg), Criação da Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) e de Organização de Controle Social (OCS).

Programação do Seminário

8h – Credenciamento; 

8h30 abertura com apresentação regional; 

9h Palestra agroecologia em rede, cenário dos territórios brasileiros, com Romier Sousa, educador do IFPA Castanhal e presidente da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA); 

10h30 às 12h – socialização; 

12h às 13h30 almoço; 

13h Palestra: Projeto de Lei do veneno: Implicações na produção orgânica e agroecológica, com Rogério Dias, vice presidente da Associação brasileira de agroecologia da região centro-oeste; 

15h Palestra: Rede Ecovida: Identidade expressa na construção coletiva e participativa com Elson Zumbi, engenheiro agrônomo da Rede Ecovida;

17h às 18h: encerramento com apresentação regional.