Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Lucas Nascimento

A 29ª Zona Eleitoral de Palmas realizou nesta última sexta-feira, 19, a cerimônia de carga, lacração e conferência das urnas eletrônicas que serão usadas neste domingo, 28, no 2º turno das Eleições Gerais de 2018.

Além do promotor eleitoral, Carlos Gagossian Júnior, do juiz eleitoral da Capital, Luís Otávio Fraz, do chefe do Cartório de Palmas, Adielson Gonçalves, e servidores da 29ª ZE, o evento contou a presença de Elena Queiroz Ornelas, eleitora do Colégio Municipal Darcy Ribeiro. Dona Elena foi uma das nove pessoas que relatou à Ouvidoria ter dúvidas sobre o funcionamento da urna durante a votação no primeiro turno.

Os eleitores de Palmas que registraram na Ouvidoria suas queixas sobre o funcionamento da urna eletrônica foram convidados para a solenidade. Com essa ação, o cartório de Palmas promoveu a transparência do processo eleitoral.

Elena Ornelas disse que esta foi a primeira vez que não conseguiu concluir a votação com êxito. “Registrei o problema por atribuir o erro como um defeito da urna, mas sempre confiei na Justiça Eleitoral”, relatou a eleitora.

O juiz Luís Otávio justificou o convite, explicando que o eleitor é razão do trabalho exercido pela Justiça Eleitoral. “A partir do nosso trabalho que a comunidade avança no processo democrático. A gente sempre busca aprimorar o serviço oferecido ao eleitor. Nossa finalidade é investigar as ocorrências, pesquisar melhorias e dar uma resposta à sociedade”, garantiu o juiz, reafirmando a seriedade e compromisso de todos os servidores da Justiça Eleitoral.

Respondendo pela chefia do Cartório Eleitoral de Palmas há 18 anos, Adielson Gonçalves, também afirmou que o feedback da população é o indicador que pode ser aperfeiçoado. “É comum em toda eleição acontecer intercorrências inerentes ao pleito, mas sempre procuramos resolver de forma tranquila e segura. O nosso trabalho é guiado a rigor pelas instruções do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), seguimos todas as orientações da Legislação Eleitoral vigente”, finalizou Adielson, chefe do cartório eleitoral da 29ª ZE desde 2000.

Calendário Eleitoral

Faltando nove dias para o segundo turno das eleições gerais 2018, que ocorre no dia 28 de outubro (domingo), o calendário eleitoral traz datas importantes do processo eleitoral a serem observadas pelos partidos políticos, representantes, eleitores e emissoras de rádio e televisão.

20 de outubro

Nesta sábado é a data final a qual os dados de resultados relativos ao primeiro turno estarão disponíveis em centro de dados provido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

23 de outubro

A partir da terça-feira nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto (Código Eleitoral, art. 236, caput).

Além disso, nesta data encerra o prazo para os representantes dos partidos políticos e das coligações, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público e as pessoas autorizadas em resolução específica formalizarem pedido ao juízo eleitoral para a verificação das assinaturas digitais do Sistema de Transporte de Arquivos da Urna Eletrônica, do Subsistema de Instalação e Segurança e da Solução JE-Connect instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral, a serem utilizados no segundo turno.

Neste dia também é o último para os tribunais regionais eleitorais divulgarem na internet os pontos de transmissão de dados que funcionarão em locais distintos do local de funcionamento da junta eleitoral. 

Dúvidas, denúncias e sugestões podem ser encaminhas pela Ouvidoria Eleitoral, das 8 às 19 horas, de segunda a sexta-feira, pelo 0800 6486 800