Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) afirmou nesta quarta-feira, 24, que terá postura independente nas votações dos próximos quatro anos e, independentemente do novo presidente da República eleito, apoiará projetos que tragam bem-estar e felicidade à população.

Kátia Abreu, cujo mandato de senadora tem duração até 2023, fez nesta manhã seu primeiro pronunciamento depois de disputar a Vice-Presidência da República na chapa de Ciro Gomes (PDT).

“Se o Governo que ganhar as eleições trouxer para esta Casa matérias importantes para a felicidade e bem-estar da população, na sua grande maioria, conte com Kátia Abreu. Se for contra o bem-estar, se for contra a felicidade das pessoas, não conte com Kátia Abreu. Não tem cargo, não tem dinheiro, não tem posição que me compre ou me demova”, disse a parlamentar.

A parlamentar reiterou que manterá postura neutra em relação à disputa do segundo turno das eleições presidenciais. Segundo Kátia, o projeto do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, e do candidato do PT, Fernando Haddad, não a convenceram. “Eu não vou dar o meu voto para um projeto em que eu não acredito”, afirmou durante o pronunciamento.

“Eu votarei em branco”, disse. “Não aconselho isso à população. Que cada um faça as suas escolhas. Mas, como Senadora que ficará aqui por quatro anos, que tem a obrigação de fiscalizar o Executivo, se nenhum dos dois projetos calam no meu coração, eu me dou o direito de ficar neutra, independente e aguerrida na defesa das causas do povo brasileiro”, completou.

Kátia Abreu disse ainda que atuará firmemente em busca de mecanismos que inibam, punam e combatam a corrupção, um dos temas que, segundo ela, mais preocupam a sociedade.

“Serei uma grande combatente da corrupção. Não é acusando as pessoas, colocando o dedo no nariz de ninguém, mas aprovando matérias e regulamentos que possam reter, conter, punir a corrupção no País. A isso eu quero me dedicar nesses próximos quatro anos”, afirmou Kátia Abreu.