Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Palmas

Foto: Divulgação

Taxistas e mototaxistas de Palmas fizeram uma manifestação nesta terça-feira (19) em frente à Câmara Municipal de Palmas para cobrar fiscalização por parte do poder público contra a atuação clandestina no transporte de passageiros na Capital.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores  Condutores de Veículos de Duas Rodas de Palmas (Sindiciclo), Lidemar Souza Parente, embora a Câmara tenha aprovado uma lei que regulamenta a atuação do transporte por aplicativos, a principal empresa que opera neste sistema a UBER não realizou sua regularização junto à Prefeitura da capital. 

O presidente do Sindiciclo argumenta que ao não fazer sua regularização a empresa deixa de pagar os impostos previstos e abre espaço para atuação clandestina que prejudica os próprios motoristas do aplicativo. “Existem muitas pessoas que estão fazendo trabalho como se fosse do aplicativo, mas que na verdade, não estão cadastrados e não passam por nenhuma seleção prévia. Isso coloca em risco a segurança dos usuários, como já aconteceu em outros municípios”, argumenta Lindemar.

Os taxistas e mototaxistas pedem uma ação conjunta da Câmara e da Prefeitura para encontrar uma solução para o problema. “Não somos contra os motoristas de aplicativos.O que  queremos que os usuários não sejam enganados por pessoas que atuam clandestinamente no sistema. Também queremos que a empresa regularize sua situação no município e não venha aqui apenas explorar os trabalhadores”, defende o presidente do Sindicilo.