Saúde

Foto: Esequias Araujo

Foto: Esequias Araujo

O governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, reuniu-se nesta segunda-feira, 23, com médicos do Hospital e Maternidade Dona Regina Siqueira Campos (HMDR), nesta segunda-feira, 23, para receber demandas e determinar providências que visem melhorar o atendimento na unidade. O secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, acompanhou o encontro.

“Estamos acompanhando as condições dos nossos hospitais. O Dona Regina é uma unidade importante e, portanto, viemos aqui para compreender e buscar resolver os problemas do hospital, tanto da equipe médica, da equipe de enfermagem e do atendimento às mães, quanto também da estrutura física”, afirmou o Governador. 

Ainda durante a reunião, Wanderlei Barbosa destacou que o HMDR precisa passar por reforma e ampliação da equipe de atendimento enquanto o Hospital da Mulher não fica pronto. “Nós temos que melhorar a fachada externa, a disponibilidade de aparelhos para os profissionais e trazer novos médicos. A Secretaria de Saúde está responsabilizada, por nós, para fazer isso imediatamente, a fim de atender bem as mães que vêm ter os seus filhos aqui no Dona Regina”, enfatizou.

Para solucionar o déficit de profissionais especialistas, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) divulgou no Diário Oficial (DOE) da última sexta-feira, 20, um chamamento público de médicos interessados em firmar contrato temporário com a Secretaria. As vagas são para atuação em ginecologia, obstetrícia, pediatria e cirurgia geral e as contratações serão regidas por meio dos critérios estabelecidos pela Lei n° 3.422, de 8 de março de 2019. Os profissionais terão direito ao recebimento de indenização por insalubridade e adicional noturno.

Adequações e atendimento

O secretário Afonso Piva adiantou que, mesmo com o chamamento aberto para contratação de profissionais obstetras e pediatras, a SES-TO fará o remanejamento temporário de obstetras do Hospital Geral de Palmas (HGP) para o Dona Regina. “Os estoques de medicamentos e insumos já estão sendo regularizados com as entregas, por parte dos fornecedores e, para as questões estruturais, vamos transferir parte da maternidade para dentro do HGP, logo que entregarmos os novos leitos de UTI de lá, pois isso nos possibilitará as adequações necessárias no Dona Regina até que seja entregue o Hospital da Mulher”, completou.

O gestor lembrou que a entrega de insumos e medicamentos já foi regularizada pelos fornecedores, após atuação da Corregedoria da SES-TO que notificou e aplicou indenizações às empresas que atrasaram a entrega dos materiais.

O diretor-geral do HMDR, Iatagan Barbosa, destacou o encontro do governador e do secretário de Saúde com a equipe médica da unidade. “É importantíssimo que nosso gestor maior do Estado esteja aqui para conhecer um pouquinho da nossa realidade. Pelo relato dos próprios médicos que estavam participando da reunião, nós nunca tivemos oportunidade de ter um Governador aqui presente, mesmo os que já atuam há mais de 15 anos na unidade”, afirmou.

Iatagan Barbosa confirmou que o Governador determinou que uma equipe técnica da SES-TO faça estudos e apresente soluções às demandas apresentadas pelos médicos durante a reunião.

Os deputados estaduais Vilmar de Oliveira (Vilmar do Detran) e Ivory de Lira também estiveram presentes na reunião e se dispuseram a ser ponte com a Assembleia Legislativa (Aleto) e seus pares, no intuito de destinar verbas parlamentares para obras e equipamentos tanto ao HMDR quanto às unidades do interior, para desafogar a unidade da Capital.