Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador professor Júnior Geo (PROS), solidarizou-se com presidente da Ordem dos Advogados Brasil no Tocantins (OAB-TO), Walter Ohofugi, que sofreu agressões do prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), nas redes sociais, após buscar soluções na justiça contra o aumento abusivo do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) na Capital. O prefeito chegou a chamar o presidente da OAB de mentiroso.

“Destaco que a ação da OAB-TO foi em defesa do interesse da população que se mostra insatisfeita com o excesso dos tributos cobrados no município.  Além disso, o respeito com as entidades representativas é essencial, não deve haver espaço para ataques de cunho pessoal em um meio que todos deveriam ter o mesmo objetivo: representar a sociedade buscando o bem comum”, afirma Júnior Geo. 

Segundo o vereador, quando as portas não estão abertas para o diálogo “ou se identifica algo fora do bem-estar e interesse coletivo, é necessário buscar outros meios”, disse.

Para o vereador, a sociedade foi ofendida e agora, quem busca defendê-la também sofre ataques desenfreados do prefeito. “Ofensa pessoal não resolve os anseios da população e muito menos os impasses de discordância”, disse o parlamentar.

Júnior Geo parabenizou o presidente da OAB pela postura diante das ofensas e lembrou que estou à disposição para lutar junto pela causa. “Votei contra o aumento do IPTU, da Taxa de Coleta de Lixo (72%) e do Custeio de Serviço de Iluminação Pública (42%) em 2017 na Câmara Municipal de Palmas e não medirei esforços para continuar lutando contra aumentos abusivos”, concluiu o vereador.