Educação

Foto: Elias Oliveira Jucylene Borba destacou a necessidade do aprofundamento dos estudos sobre a BNCC Jucylene Borba destacou a necessidade do aprofundamento dos estudos sobre a BNCC

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um marco na Educação brasileira. O documento normativo visa contribuir para a promoção da equidade educacional ao definir os conhecimentos essenciais que os alunos de todas as redes e regiões do país têm o direito de aprender. Para discutir a implementação da BNCC nas escolas públicas e particulares do Tocantins, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) realizou, nesta terça-feira, 6, em Palmas e nas sedes das 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE), o Dia "D" de Mobilização para alinhar as ações necessárias que irão nortear os educadores e instituições na elaboração do currículo que será desenvolvido nas escolas em 2019.

Na abertura do encontro na Capital, além dos técnicos da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) e da Diretoria Regional de Educação de Palmas, participaram do encontro diretores e coordenadores escolares, educadores, e representantes de unidades de ensino das redes estadual, municipal e privada. Na oportunidade, a superintendente de Desenvolvimento da Educação Básica da Seduc, Jucylene Borba Dias, destacou os próximos passos a serem seguidos para a implementação da base e formulação do currículo, que contará com a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

“A construção da BNCC teve início em 2015 e foi aprovada como lei no final de 2017, com a contribuição de milhares de profissionais da educação de todo o país. Agora estamos promovendo esses estudos para discussão da base que será referência para a reorganização do currículo, contemplando também os aspectos regionais do nosso Estado na parte diversificada do currículo”, frisou.

“Esse é um trabalho grandioso, e a participação de cada educador tem um papel importantíssimo. É necessário que todos se apropriem do documento, e o discutam no seio da escola, com a participação dos professores e comunidade escolar. A finalidade comum de todas as redes é que o currículo do Tocantins reflita quais são os caminhos que utilizaremos nas nossas escolas para chegar aos objetivos definidos pela BNCC, permitindo que nossos estudantes recebam uma formação integral de acordo com o contexto atual”, enfatizou Jucylene.

Regionalização

A assessora de Currículo de Geografia, Maria de Jesus Coelho Abreu, exemplificou de que forma essa regionalização será incorporada ao cotidiano escolar. “Junto com as escolas, vamos estudar como podemos inserir o contexto regional. Em geografia, por exemplo, se o referencial exige o estudo das águas nas Américas, os nossos alunos vão aprender sobre as Bacias Hidrográficas do Tocantins”, elucidou.

“Uma mudança importante na área das ciências biológicas é que o aluno vai ter contato com a química, a física e a biologia desde o primeiro ano do ensino fundamental e não mais só no final dessa etapa. Isso vai facilitar a aprendizagem”, complementou a assessora de Currículo de Biologia da Seduc, Letícia Suarte.

Mobilização no Interior

Nas 13 Diretorias Regionais de Educação também estão acontecendo reuniões com gestores e técnicos das DREs, diretores escolares e coordenadores pedagógicos, diretores de escolas municipais e particulares para discutirem a base e darem início à mobilização das unidades escolares para a realização dos estudos e discussão sobre a base com os professores e equipes pedagógicas das escolas. Nos municípios, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação também estará mobilizando a rede municipal para a discussão da BNCC.