Polí­tica

Foto: Divulgação Vereador Major Negreiros é investigado pela Polícia Civil Vereador Major Negreiros é investigado pela Polícia Civil

O vereador Major Negreiros (PSB) foi preso na madrugada desta quarta-feira, 8, no aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Polícia Civil do Tocantins. Ele foi detido pela Polícia Federal ao desembarcar da viagem de retorno do Chile.

Durante os procedimentos de desembarque de viagem internacional a PF identificou que o nome do vereador constava no Sistema Nacional de Procurados e efetuou a prisão.

O vereador tinha mandado de prisão preventiva em aberto desde a última sexta-feira, 3, quando foi alvo da operação Jogo Limpo da Polícia Civil que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro da Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes) e da Secretaria de Governo de Palmas durante a gestão do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB).

O dinheiro, lavado por meio de emissão de notas fiscais frias de entidades fantasmas, seria usado para financiar campanhas eleitorais de aliados do ex-prefeito. Além de Negreiros o presidente da Câmara Municipal, Folha Filho (PSD), e o vereador Rogério Freitas (MDB) também são investigados e foram presos. Freitas foi liberado no último domingo, 5. Já Folha se apresentou à polícia na segunda-feira, 6, e ainda está preso em uma cela especial na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP). Folha deverá ser ouvido formalmente hoje pela manhã pelos delegados que conduzem a operação e poderá ser solto ainda hoje.

A defesa de Negreiros disse que o vereador já tinha passagem comprada até Palmas e deveria chegar até o fim do dia quando se apresentaria à polícia. Com a prisão pela Polícia Federal a chegada de Negreiros agora é incerta, pois ele deverá ser recambiado sob escolta do estado. A defesa do vereador nega participação no esquema.

A Polícia Civil ainda estuda a forma como o vereador Major Negreiros será transferido para Palmas onde deverá permanecer preso.

Por: Adenauer Cunha

Tags: Major Negreiros, Operação Jogo Limpo