Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­cia

Foto: Reprodução/Facebook Leidiane era natural de Novo Acordo Leidiane era natural de Novo Acordo

O corpo de Leidiane Pacheco da Silva, 33, foi sepultado na manhã desta sexta-feira, 28, no cemitério Jardim da Paz em Palmas. Leidiane foi morta a tiros durante uma tentativa de assalto na noite da última quarta-feira, 26, no Aureny III.

Até o momento ninguém foi preso e a polícia informou que ainda não tem pistas dos suspeitos pela morte da diarista.

Na noite do crime Leidiane voltava para casa de moto e precisou reduzir a velocidade para contornar uma rotatória. Foi neste momento que ela foi abordada por dois homens em uma moto preta. Após roubarem a bolsa, os bandidos dispararam contra a vítima que morreu no local.