Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­cia

Foto: Divulgação Cerca de R$ 500 mil estavam em posse de irmão do deputado Olyntho Neto Cerca de R$ 500 mil estavam em posse de irmão do deputado Olyntho Neto

O dinheiro apreendido pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira, 2, na TO-050 entre Palmas e Porto Nacional - cerca de R$ 1,2 milhão - é a segunda apreensão de altos valores que seriam supostamente destinados a crimes eleitorais em menos de 24 horas.

Na tarde desta última segunda-feira, 1º de outubro, a Polícia Civil também apreendeu em Araguaína R$ 500 mil que estavam em posse de Luiz Olyntho Rotoli Garcia de Oliveira, irmão do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB). Ele foi detido pela polícia logo após deixar o banco onde havia sacado a quantia.

O dinheiro também era transportado em uma mala. Um sargento da Polícia Militar acompanhava o irmão do deputado durante o saque e o transporte do dinheiro. Os dois estavam em um carro alugado pela Assembleia Legislativa.

A Polícia Militar ainda não se manifestou sobre por qual razão o sargento estaria acompanhando Luiz Olyntho. A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins informou que não irá se manifestar a respeito do carro locado pela AL e que cabe a cada deputado gerenciar o uso dos veículos que são locados e destinados a seus gabinetes.

Já o deputado Olyntho Neto disse em nota que seu irmão é empresário e advogado e que suas atividades não têm qualquer relação com sua campanha à reeleição.

À polícia, o irmão do deputado teria dito que o dinheiro seria usado para comprar gado. Por suspeita de um possível crime eleitoral a Polícia Civil encaminhou o caso à Polícia Federal. Luiz Olyntho foi ouvido pela PF e liberado em seguida.