Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação Coligação seguirá com a senadora Kátia Abreu visando as eleições de outubro Coligação seguirá com a senadora Kátia Abreu visando as eleições de outubro

A Coligação Reconstruindo o Tocantins, formada pelos partidos PDT, PSD, PEN, Avante e PSC, que teve a senadora Kátia Abreu (PDT) como candidata ao Governo do Estado do Tocantins na eleição suplementar do último domingo 3 de junho, reuniu-se na noite desta última terça-feira, 5, e resolveu que os partidos que compõem o grupo não irão apoiar nenhum candidato no segundo turno da eleição que acontece no dia 24 de junho.

Estiveram presentes na reunião, que foi realizada no auditório do Hotel Vitória, em Palmas/TO, os presidentes de todos os partidos da coligação.

Os partidos permanecerão unidos sob a coordenação da senadora Kátia Abreu com vistas à eleição de outubro, quando novamente os tocantinenses voltarão às urnas para escolher o governador para o mandato regular, 2019-2022.

“Tendo em vista o momento político, em que temos um projeto político-administrativo sólido, visando o desenvolvimento econômico, o combate à pobreza e a responsabilidade fiscal, vamos participar das eleições de 7 de outubro, com candidatura própria, aberta para composição com outras siglas partidárias”, informa nota emitida pela coligação.

Dos partidos que compõem a coligação, o PDT é presidido no Estado pela senadora Kátia Abreu; O PSD pelo deputado federal Irajá Abreu; o PEN pelo ex-deputado estadual, Sargento Aragão; Avante pelo empresário Tom Lyra e o PSC é presidido pelo deputado estadual, Osires Damaso.