Estado

Foto: Tom Lima Produção de hortaliças, a exemplo do Projeto Plantando a Liberdade, é uma atividade laboral presente na maioria das unidades do Tocantins Produção de hortaliças, a exemplo do Projeto Plantando a Liberdade, é uma atividade laboral presente na maioria das unidades do Tocantins

A 2ª Mostra Laboral do Sistema Prisional Brasileiro, na cidade de Florianópolis (SC), tem o objetivo de proporcionar discussões sobre a política de trabalho prisional e de expor os trabalhos produzidos por pessoas em privação de liberdade em todo o País. O Tocantins participará mais uma vez, nesta segunda edição do evento, mostrando exemplos de atividades laborais realizadas nas unidades penais do estado, com um estande.

A mostra acontecerá entre os dias 24 e 26 deste mês, e contará com palestras, debates e trocas de boas práticas sobre trabalho no sistema prisional, envolvendo a participação de gestores estaduais, especialistas no tema e da sociedade em geral. O Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Segurança Pública (MSP) e a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania de Santa Catarina são os organizadores.

A parceria proporciona ampliar as discussões em torno do tema que envolve a inserção das pessoas em privação de liberdade e egressas do Sistema Prisional no mundo do trabalho e a multiplicação das boas práticas realizadas pelas Unidades da Federação, que em seus respectivos estandes poderão apresentar as atividades laborais realizadas pelas pessoas presas e as parcerias locais estabelecidas.

A ideia é chamar a atenção de instituições públicas e privadas para as possibilidades de atuação no Sistema Prisional, oportunizando a ampliação da contratação da mão de obra dos reeducandos.

Durante a realização da 2ª Mostra Laboral será lançada a abertura do 2º ciclo de concessão do Selo Nacional de Responsabilidade Social pelo Trabalho Prisional (Selo Resgata). O Selo é uma estratégia do governo federal para incentivar as instituições públicas e privadas na utilização da mão de obra prisional, reconhecendo aquelas que atuam de forma positiva nesse contexto, desde que atendam aos critérios estabelecidos pela portaria de publicação do ciclo de certificação. O 1º ciclo do Selo Resgata, lançado em 2017, certificou 112 instituições públicas e privadas em todo o Brasil.

A 2ª Mostra Laboral do Sistema Prisional Brasileiro será realizada no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, tendo o médico e escritor Drauzio Varella como palestrante na abertura, no dia 24, às 19h30. A palestra, será uma reflexão em torno do trabalho dos presos. Autor de Carcereiros e Carandiru, Varella tem décadas de ações com a população carcerária.

A mostra terá um representante da Noruega, o vice embaixador Jan Dybfest, que fará palestra sobre Estratégias de funcionamento do Sistema Prisional que impactam a política laboral – Experiência na Penitenciária de Haden, naquele país, que mantém um programa de cadeias vazias. A primeira edição da mostra laboral aconteceu em 2015. (Com informações do Depen).