Polí­cia

Foto: Divulgação

Representantes de diversos órgãos de controle e autoridades do Poder Executivo Estadual estiveram reunidos nesta quarta-feira, 3, na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, localizada no município de Araguaína. 

O Ministério Público Estadual (MPE) foi representado pelos promotores de Justiça, Leonardo Gouveia Olhe Blanck e Benedicto de Oliveira Guedes, que relataram a declaração do chefe da Casa Civil, Rolf Costa Vidal, de que o Governo do Tocantins instaurou gabinete de crise dentro da unidade prisional, com a presença de quatro secretarias. Também esteve presente à reunião o secretário estadual da Cidadania e Justiça, Heber Fidelis.

“Todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas, no entanto, a situação merece cautela, principalmente quanto à divulgação de demais informações. As buscas pela libertação dos dois reféns e prisão dos 19 fugitivos continuam com o apoio de todas as forças policiais do Estado”, comentaram os promotores de Justiça.