Estado

Foto: Emerson Silva Pesquisa irá avaliar todo o potencial do babaçu Pesquisa irá avaliar todo o potencial do babaçu

A realização de estudos e pesquisa para explorar o potencial de uso do coco babaçu como alimento para ser humano, ração animal, cosméticos, fármacos, produção de biocombustível e bioenergia, biomassa, além do levantamento das propriedades medicinais e o estudo comparativo do óleo de coco babaçu com outros óleos. Este é o objetivo do acordo de cooperação técnica a ser assinado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) com a Universidade Federal do Tocantins (UFT). A solenidade de assinatura acontece nesta quarta, 2 de julho, às 9h30, no auditório do Memorial Coluna Prestes.

Conforme o acordo, caberá à Seden realizar o acompanhamento técnico do plano de trabalho, apoio na execução dos serviços, repasse de produtos para análise, entre outras atividades. Já a UFT irá executar os trabalhos de estudo e pesquisa, por meio do Laboratório de Tecnologia de Frutas e Hortaliças e seu corpo técnico.

Segundo o gerente de Arranjos Produtivos da Seden, Marcondes Martins, além dos benefícios diretos proporcionados aos que trabalham na cadeia produtiva do babaçu, por meio dos resultados da pesquisa, esta parceria também promove o estreitamento das relações entre o Governo e a Universidade.