Polí­cia

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Miracema

Nesta quinta-feira, 13, a morte do prefeito de Miracema, Moisés Costa da Silva - o Moisés da Sercon (MDB) - completa duas semanas. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a força-tarefa formada pelas delegacias de Homicídio e Proteção à Pessoa de Palmas, Delegacia Especializada em Investigações Criminais e Delegacia Regional de Miranorte já realizou todas as diligências possíveis até este ponto, que seriam oitivas de possíveis testemunhas e pessoas ligadas ao prefeito, coleta de dados, coleta de imagens de câmeras de segurança, entre outros.

Os investigadores aguardam a entrega dos laudos periciais do corpo, da arma e da cena do crime, que vão indicar com mais clareza o que ocorreu naquele dia e delimitar a linha de investigação do caso. Esses exames periciais deveriam ter sido entregues nesta semana, mas há alguns dias a perícia pediu a dilatação do prazo. A previsão para a entrega, segundo a SSP, é para o começo da semana que vem.

Moisés da Sercon foi encontrado morto dentro de sua própria caminhonete em uma estrada vicinal entre os municípios de Rio dos Bois e Miranorte no último dia 30. O prefeito tinha uma marca de tiro na cabeça e uma arma em seu colo. Moisés tinha 44 anos e estava em seu primeiro mandato como prefeito.

Nesta sexta-feira, 14, a família do prefeito realizará uma caminhada a partir das 17 horas, por justiça e paz. A concentração será em frente a casa onde Moisés morava. Os participantes seguirão em caminhada, vestidos de branco até uma praça da cidade.